Criação, Direção, e Composição Coreográfica: Elisa Worm
Assistente de Direção: Luis Carolino
Consultor Musical: Pedro Carneiro
Vídeo: Pedro Baptista
Banda Sonora e Sonoplastia: Elisa Worm/Pedro Carneiro
Interpretação e Criação: Susana Otero, Rui Marques, Sara Leite e Flávio Rodrigues
Participação Especial: Vânia Almeida, Mafalda Estela, José Duarte, Alison Fernandes, Kelly Fernandes, Joana Gonçalves, Fábio Guedes, Marcelo Robalinho, Adriana Santiago, Briana Santos, Cláudio Silva, Marlene Silva e Tânia Silva
Figurinos: Luis Carolino / Elisa Worm
Espaço Cénico: Elisa Worm
Desenho de Luzes: João Teixeira
Adereços: José Machado
Caixa de Engraxador: Ricardo Santos
Design Gráfico: Patricia Costa

Produção: BCN

7 PERSONAGENS EM HORA DE PONTA marcou o regresso de Elisa Worm à criação coreográfica envolvendo toda a equipa artística do Ballet Contemporâneo do Norte e contando com a colaboração do maestro Pedro Carneiro na elaboração da banda sonora.Foi a terceira produção do Ballet Contemporâneo do Norte desde que se iniciou a sua residência em Santa Maria da Feira, em Setembro de 2007, com o apoio e colaboração da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e da Feira Viva, EM.Este espetáculo assinala os 50 anos de carreira de Elisa Worm, toda uma vida dedicada à Dança, como intérprete, como professora, como criadora e também como incentivadora na criação de estruturas e na abertura de oportunidades e de condições de trabalho para as gerações mais jovens.Para além do elenco permamente do Ballet Contemporâneo do Norte, conta ainda com a participação especial de 14 voluntários que tomam parte activa no espectáculo. Por ocasião da estreia em Santa Maria da Feira esta participação será assegurada por um grupo de jovens do programa social de apoio a crianças e jovens em risco da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira.Após a estreia em Santa Maria da Feira teve apresentações em Espinho – Academia de Música de Espinho, dia 12 de Fevereiro 2010; e Aveiro – Estaleiro Teatral de Aveiro, 24, 25 e 26 de Fevereiro de 2010. 

Criação, Direcção e Composição Coreográfica: Luís Carolino 

Música: La Traviata, de Guiseppe Verdi (excertos) 

Banda Sonora e Sonoplastia: Luís Carolino 

Criação e interpretação: Susana Otero, Rui Marques, Sara Costa Leite e Flávio Rodrigues 

Desenho de Luzes: João Teixeira 

Canto e Apoio Vocal: Pedro Teles 

Figurinos: Luís Carolino 

Execução de Figurinos: Ana e Rosa Almeida 

Carpintaria: Ricardo Santos 

Design Gráfico e Fotografia: Patricia Costa

Show More

CHE DIAVOLE FATE?

 

Tendo como matéria de trabalho o universo do espectáculo de ópera oitocentista, Che Diavolo Fate? desenvolve-se à volta de tudo aquilo que faz com que a paixão pela ópera enquanto género artístico se mantenha e perdure: um sentir que ultrapassa toda a lógica; um excesso que nunca é suficiente; uma loucura trágica e uma raciocínio dramático que, sim, as mais das vezes não fazem sentido, mas que são irresistíveis. 
 
Um tributo, também, à voz humana enquanto instrumento, quase um fetiche, que sempre me fascinou. 


Luís Carolino, 2009