DANÇA ARROBA PONTO COME

Um braço

uma perna;

a cabeça;

a outra perna;

O corpo todo.

O espaço.

O ritmo,

a música,

a respiração.

A expressão,

a emoção,

a comunicação.

DANÇA ARROBA PONTE COME constrói-se em dois momentos distintos: no primeiro os bailarinos profissionais do Ballet Contemporâneo do Norte dão, de uma maneira divertida e dinâmica, uma ideia muito alargada do tipo de dança contemporânea que a companhia pratica; e, no segundo momento, os jovens são chamados a passar da sua posição de espectadores para a de participantes vindo experimentar o movimento das diversas personagens interagindo com os bailarinos e sob a sua orientação, num ambiente informal e lúdico. 

Para tal, este espetáculo é concebido para ser apresentado em qualquer espaço não convencional, ginásio, sala de convívio, pátio, etc. desde que haja espaço para a área de representação e para a assistência, sendo que os alunos espectadores poderão assistir distribuindo-se pelo espaço livre, disponível. 

Trata-se de uma intervenção informal nas escolas que visa lançar, tão cedo quanto possível, raízes de apetência cultural, desenvolvendo o sentido crítico e o gosto pelo espetáculo de dança, e finalmente, detectar e estimular o talento e a apetência pela aprendizagem da dança enquanto arte e profissão. 

Montagem: Luís Carolino

Excertos coreográficos e Interpretação: Susana Otero, Rui Marques, Diana Silva, Mário Gonçalves, Joana Nossa e Patrícia Costa

Produção: Ballet Contemporâneo do Norte